Dia 1 – Migrei minha conta pro Japão, e agora?

PS: Já postei o dia 2, gente…
https://suzukayou.com/2016/10/11/dia-2-diario-lol/
Obg por acompanharem xD

Bom dia querido diário, como estou entediada, vou começar a escrever essa hora da manhã mesmo.
Well, para começar a explicar isso, vou dizer: “Não é barato, mas é relativamente fácil. ”

Por quê?

Bem, porque naquela região tem os melhores e se quero melhorar, jogar com os melhores é um dos primeiros passos, não?
Inclusive, teve um acontecimento muito engraçado, eu me encontrei com dois latino-americanos lá, um de cuba e outro do México.
Tentamos fazer um time de latinos com lvl baixo contra japoneses de lvl baixo e, tristemente, fomos esmagados.
Os times de lvl baixo, mesmo unranked lá, já tem uma boa noção de jogo, o suporte deles estava off o tempo todo, e só o adc lá, estávamos em pé de igualdade no começo (isso não é bom).
Quando teve um gank, double kill. Foi triste, mas eu sabia que não seria fácil.

Como migrar?

É simples, mas custa 2600 de rp, o que dá R$44, pelo menos no cartão.

screenshot_3

screenshot_4

Como entrar, depois que migrei?

Eu, particularmente, levei um tempo (porque sou burra mesmo) para entender o que acontece. Porque tipo, gente, eles usam um cliente diferente e eu iria continuar usando o BR ou teria que baixar o JP? Pesquisei um pouco e minhas dúvidas foram sanadas ao entrar no antigo fórum do LOL.

Então… preparem-se para se assustar, porque vocês vão jogar com 300 de ms e não vai fazer diferença alguma. (Quando chegar aos 12k começa a travar)

screenshot_54

screenshot_1

screenshot_2

E não, gente, eu não entendo nada de japonês. Eu falo em inglês ou espanhol (meu espanhol é péssimo mas dizem que dá para entender hahaha) com todos lá.

Anexo: Sobre minha primeira partida.

Então, entrei no LOL, estava tudo em jp, mas eu já sabia o que cada botão significava, pois eram os mesmos do cliente br.
Entrei em uma partida e parecia uma ranked (de bronze/prata kk) aqui do BR.
Eu estava de Janna, meu adc era uma Jinx e no outro lado tinha um Ezreal, que se tornaria meu amigo, pois como não posso trazer minha lista de amigos, fiquei bem sozinha lá.
O Ez era razoavelmente bom, mas a Jinx era boa demais. Eu já esperava, mas me surpreendi da mesma forma.
No meio do jogo, a Morgana do outro lado fala: “Japoneses idiotas” e eu fico WTF, enquanto os japas dizem: “Tnks”.
Ae eu falo: “Acho que eles perceberam, hein”
Fico pensando que o cara falava português, omg.
Nisso tudo, nos adicionamos e fomos jogar aquela partida que fomos esmagados. Hahah

Enfim, por hoje é só diário.

Beijos da Suzu, ou agora, Rias.

Como ganhar dinheiro em dólar.

Nessa altura do campeonato, a não ser que você estivesse vivendo em Marte, já deve saber como anda a situação do dólar em relação ao real nos últimos meses. Por causa disso, essas 5 ideias para ganhar em dólar podem cair perfeitamente na sua situação! Se cada dia seu salário vale menos e a tão sonhada viagem ao exterior fica alguns centavos mais cara, o que se multiplica para cada um dos dólares que você gastaria e se torna uma montanha de dinheiro, tá na hora de mudar a chavinha.

Você já pensou em tentar trabalhar com o outro lado? Se o dólar está lá no alto e nosso real está valendo cada vez menos, ganhar em dólares seria uma ajuda e tanto. Seja no Brasil ou fora dele, ganhar em uma moeda mais forte é sempre uma coisa boa. Usando essa linda que é a internet, você pode continuar com seu emprego normal e ainda fazer alguns bicos para ganhar em dólar – e em euro, libras, você escolhe. Aqui listei alguns trabalhos simples, que não exigem uma preparação enorme e são relativamente menores e mais fáceis. Muitos deles nem pagam muito bem, especialmente se você ainda tiver poucas habilidades no que está querendo fazer. Mas, se você tiver paciência e for talentoso, pode ter uma ajuda legal no orçamento. E, quem sabe, você pode até migrar totalmente para o trabalho remoto.

Para quase todas as ideias, você precisa saber ao menos um pouco de inglês (esse post pode te ajudar!) e ter algumas habilidades, é claro. Nada que você não possa aprender e ir melhorando aos poucos.

A ideia te atrai? Então vem com a gente!

5 IDEIAS PARA GANHAR EM DÓLAR

SEM SAIR DE CASA

Traduzir textos para português 

Pequenos_Monstros_Ganhar_em_Dolar_Trabalho_Remoto

Se você sabe falar outra língua além do português e tem facilidade com a escrita, você pode começar a pegar pequenos trabalhos que pagam por palavra ou texto em sites de freelances. Normalmente os valores não são muito bons, e por isso mesmo eles não podem pagar um tradutor profissional. Se você não estudou sobre isso, aconselho que você só pegue trabalhos mais pontuais, e não traduções complexas que só profissionais capacitados conseguem lidar direitinho. Mesmo com os valores baixos, da forma que a cotação do dólar anda e de acordo com a sua velocidade em realizar as tarefas, o valor pode valer a pena pra você.

O maior contra desses sites costumam ser, justamente, o valor que você pode cobrar. Para começar no site é complicado, porque você não tem nenhuma referência e precisa trabalhar por preços bem abaixo do seu normal para ganhar certa reputação. Se você não tem nenhuma outra ideia a vista e tempo livre, vá em frente.

Alguns sites que você pode se cadastrar: Upwork – Guru – Freelancer

Analisar websites

Pequenos_Monstros_Ganhar_em_Dolar_Trabalho_Remoto

O User Testing é um site que você pode revisar a usabilidade de um site por voz – em inglês. Quando surge um trabalho, você vai até lá, ativa seu microfone e sua câmera e fala sobre tudo que você está fazendo e pensando no site. Eles querem a opinião de pessoas leigas mesmo, para ver o quão fácil está para você se cadastrar, para entender o negócio que o site está propondo, como as pessoas estão reagindo aos botões etc.

A premissa dele é bem legal e, em cada análise, que dura mais ou menos 20 minutos, você ganha 10 a 15 dólares. Mas são tantas pessoas cadastradas no site que você precisa ficar sempre de olho para aceitar as propostas rápido, antes que outra pessoa pegue.

User Testing

Vender fotos online

Pequenos_Monstros_Ganhar_em_Dolar_Trabalho_Remoto2

Você tem uma câmera legal, um celular com boa resolução e um olhar legal para fotografia? Talvez você consiga tirar uns trocados vendendo fotos em bancos de imagem. É claro que ser fotógrafo exige muito, muito mais do que apenas uma câmera e um olhar, mas empresas e pessoas buscam fotos de todos os tipos de coisa nesses sites. Sério. Estude um pouco sobre fotografia na internet, entenda qual o estilo que você gosta, pratique bastante e tente entender a arte da edição de fotos. Também é importante procurar sites que não retenham os direitos da sua foto, porque assim você pode disponibilizar a mesma foto em vários lugares e, se tudo der certo, receber de mais de uma fonte. :)

Algumas sugestões: Alamy – 500px – Fotolia – SmugMug

Vender apresentações – e outras coisas de design

Pequenos_Monstros_Ganhar_em_Dolar_Trabalho_Remoto

Uma coisa relativamente comum que designers, planejadores e outras pessoas com essas ~habilidadjis~ acabam fazendo para ganhar um dinheiro extra é começar a vender ícones, fontes, layouts de apresentações em Keynote ou Powerpoint, layouts de blogs e outras coisas de designque, muitas vezes (não todas!), não precisam nem ser atualizadas. Você coloca no site e só fica ganhando dinheiro de forma passiva quando alguém compra seu produto.

Esse é um dos trabalhos mais legais e mais bem remunerados nessa lista. Mas, com razão, ele também exige que você já tenha bastante habilidade com algumas ferramentas. Os ganhos dependem da qualidade do seu trabalho e da forma que você vai responder a questões e lidar com o feedback, é claro. Os sites para esse tipo de coisa são infinitos, mas aqui tem alguns para você começar a pesquisar:

99Designs – Theme Forest – Graphic River – Dribble

Encontrar um emprego remoto

Pequenos_Monstros_Ganhar_em_Dolar_Trabalho_Remoto

Esse aqui é o mais complicado deles – mas que pode te trazer bons frutos a curto e longo prazo.Você pode encontrar um trabalho remoto para fazer absolutamente qualquer coisa: ser o assistente pessoal de alguém, planejar viagens, ser o designer de uma empresa, ser o programador de um site, cuidar da conta digital de uma marca… existem milhares de opções, e você tem chances de se encaixar em algumas delas. O desafio, como em qualquer outra possibilidade de trabalho, é como você vai se destacar e mostrar como você é melhor que todos os outros concorrentes.

Muitos desses trabalhos remotos não se importam com o horário que você está trabalhando, e às vezes é até melhor trabalhar de noite por causa do fuso de alguns outros lugares. Então, em muitos casos, dá pra equilibrar o trabalho ao vivo com o remoto sem problemas.

informe_publicitario_da_lisa

Já mandei uma lista de sites para encontrar trabalho remoto para todas as pessoas que assinam nosso mailing (assina aqui!), mas aqui vão alguns deles:

We Work Remotely – Remotive.io – Working Nomads – TalentBoard  – FlexJobs

Agora que você tem algumas opções para trabalhar pela internet e começar a ganhar em dólares,pesquise bastante sobre qual é a que tem mais a ver contigo. Se uma delas te interessou muito, não é só se cadastrar no site e ficar torcendo para conseguir trabalho. Vá pesquisar, aprenda mais sobre aquele tema, se dedique a se tornar um profissional legal mesmo nesse part time job.

Existem milhões de fontes de conteúdo e informações gratuitas na internet para você aprender e se tornar um profissional melhor em qualquer área. Você só precisa procurar por elas :)

Fonte: (Pequenos Monstros)

Amo comprar! Mas pagar… Confissões de uma compulsiva.

giphy

Olááá! Vieram saber como eu me afoguei em uma dívida com meu próprio pai?? Vamos lá.
Tenho que dizer que comprar sempre foi uma paixão e uma terapia.
E não é só roupa não, eu sempre amei comprar qualquer penduricalho, eletronico, sapato, maquiagem, enfim, qualquer coisa que estivesse na minha frente.
E lá estava eu, no shopping, com o cartão do papai, ele tinha liberado, não falou o quanto eu poderia gastar. Então linda e poderosa, eu fui comprando. (NÃO FAÇAM ISSO)                     tumblr_n4uxqcsixw1slhkaxo1_500

Continuando… Algumas coisas eu não achava, achava mais bonita ou mais barata na internet. Então pedia por lá, blz cherrie, mas pedia cada peça separadamente, o que não me dava uma noção de quanto estava gastando.
Novamente, NÃO FAÇAM ISSO!
Quando ele foi olhar o cartão, eu tinha gastado muito, mas muito mesmo.
Eu poderia ter comprado celulares, notebooks, uma moto até.
Enfim… Agora o pato ficou pro meu noivo pagar, até porque eu não trabalho, e ele vai chegar tarde sempre. #sadbuttrue

A pior coisa mesmo é que eu, mesmo depois de ter passado por todo esse perrengue, continuo querendo comprar várias coisas que vejo na minha frente (quase comprei uma agora a pouco)
Isso, minhas queridas e queridos, é uma pessoa consumista a ponto de ser compulsiva.

Deixando a tristeza de lado, já chegaram vááárias coisinhas lindas aqui, e toda vez que chega algo, eu esqueço a tristeza, abro as caixas e morro de felicidade com minhas roupas, sapatos, acessórios e maquiagens novas, que depois mostrarei aqui. =>.<=

Então, pensando nisso que eu lembrei de um grande ensinamento da minha diva mor, Blair Wadorf.

694075c797ad5ce974009868bc6c9f02
Quem disse que dinheiro não traz felicidade, não sabia onde fazer compras!

Espero que tenham aprendido a lição com meu maravilhoso erro, um beijo pro6!

#poesia

Segure, não me deixe partir. Seus braços são o paraíso.
Poderia para sempre permanecer aqui, repousar, ficar em paz.
Em você encontro paz, algo que eu não conseguia sentir há muito tempo. 
A sua mão encosta na minha, há uma energia ali. Invisível aos olhos, mas tão bom para o coração. 
Talvez eu não consiga me expressar nas palavras, mas é dificil esconder o quanto gosto de você.
O coração acelera de um modo tão bom! Eu amo te ver, estar contigo. 
Eu poderia passar horas, quase que toda a eternidade descrevendo o quão bem me sinto ao seu lado.
Poderia fazer canções, poemas, versos, rimas. Mas seriam apenas palavras. Pequenas palavras, quase miúdas se comparadas ao que sinto aqui dentro do peito.
A conexão foi certeira, pela primeira vez me sinto inteira. 
Esse sentimento me apara, me acalma. Sinto com toda a alma. 
Nada de metades, dois inteiros. Um sentimento tão bom, que não tenho as palavras para descrever.
Neste momento, o que eu mais queria ter é palavras para tentar descrever o que sinto, mas não consigo. 
Apenas sorrio, de orelha a orelha. Transbordando alegria. É apenas isso que consigo fazer, sorrir. 
Talvez seja pouco, ou meio bobo, quem pode dizer? Sempre ouvi dizer que não há razão pelas coisas feitas pelo coração. Começo a acreditar em parte nisso. Certas coisas não podem ser descritas, devem ser apenas sentidas.

Me pega…

Me pega, me joga na parede. Aperte minha coxa e vá subindo até minha bunda. Aperte minha bunda também, daquele jeito que só você faz… Me acaricie ao mesmo tempo em que me beija. Me faça ser sua namorada, amiga. Mas nessa hora, me faça ser uma puta namorada. Isso é decisão sua. Essa hora é a hora em que vou te olhar e você vai entender, que está na hora. É a hora que você vai saber que eu quero o mesmo que você. Quero ser jogada na parede, quero seu beijo, suas carícias, transar a noite inteira, não querer que ela acabe, e ainda amanhecer molhada, não só pelo orgasmo, mas porque sou tão sortuda. Sou sortuda pelo fato de ter um namorado, noivo e futuro esposo que faz do nosso olhar um orgasmo, sortuda por naquele momento e para sempre, me sentir a mulher mais feliz do mundo…

#RT #Petisco de Cultura – Mostra no MASP apresenta trabalhos de pacientes psiquiátricos

histórias_da_loucura_12

“Os homens são tão necessariamente loucos, que não ser louco seria uma outra forma de loucura” – Blaise Pascal

Em 1974, o doutor Osório César doou 102 desenhos de pacientes do Hospital Psiquiátrico do Juquery, que ficava em Franco da Rocha, São Paulo, para o Museu de Arte de São Paulo. Mais de quarenta anos depois, as obras voltam ao espaço de exibição do MASP com o título Histórias da Loucura. A mostra fica disponível para visita até dia 11 de outubro e reúne a centena de desenhos classificados como “arte bruta” e feitos antes de 1964 com lápis de cor, giz de cera e materiais simples de criação artística.

Juquery foi inaugurado em 1898, mas apenas em 1956 o manicômio ganhou uma Escola Livre de Artes Plásticas. Liderado por Osório até 1964, o próprio um crítico de arte, a seção de artes do sanatório não superava os problemas do modelo de tratamento psiquiátrico no Brasil. Na realidade, Juquery é tido como um dos maiores exemplos de como surgiram e declinaram os manicômios no país.

Instituições para loucos são comumente associada à ditaduras. Quando o regime militar assumiu o comando no Brasil pós-golpe, havia 74 sanatórios em nosso território nacional. O número saltou para 395 quando o regime caiu, em 1985. É conveniente para governos totalitários determinarem quem é maluco, pelo visto. As políticas de saúde mental foram modificadas por aqui nos ano 1990 até serem extintos os centros. Isto torna estes registros artísticos algo bastante importante, pois tornam-se visões distantes de eurocentrismo, nada próxima de cânones e, sim, marginalizadas na história da arte.

Leia este trecho escrito por Adriano Pedrosa, retirado da brochura da mostra: “A loucura, que já esteve associada à liberdade e ao êxtase, passou a ser tomada como doença e foi relegada ao asilo, como condição que deveria ser moralizada, culpabilizada e reprimida”. Esta frase é uma conclusão vinda do livro “Histórias da Loucura”, de Michel Foucault, considerado um marco da filosofia.

Osório se negava a acreditar que os desenhos eram algo diferente de obras de arte. Via nas manifestações criatividade pura, o que dialogava com a visão de arte bruta enquanto algo feito sem preocupações acadêmicas por alguém tido como maníaco ou uma personalidade obscura. Antes de irem parar no MASP, parte das obras desfilaram em Paris em exposição de arte bruta mundial na primeira metade do século passado.

Mais informações sobre horários e serviço aqui. Confira algumas imagens da mostra abaixo.

As próximas imagens são de Albino Braz, o mais prolífico dos pacientes de Osório:

histórias_da_loucura_1

histórias_da_loucura_2

histórias_da_loucura_3

Pedro Cornas:

histórias_da_loucura_4

histórias_da_loucura_5

histórias_da_loucura_11

Pedro dos Reis (a primeira imagem do post é do mesmo artista):

histórias_da_loucura_6

O. Doring:

histórias_da_loucura_7

histórias_da_loucura_8

Anônimo:

histórias_da_loucura_9

Geraldo Simão:

histórias_da_loucura_10

Fonte: IDEAFIXA

Minha opinião: Achei tudo brilhante, me deu vontade até de ir Hospital para saber se tem mais artistas assim. Pois como diria nosso querido Raul: “A arte de ser louco, é jamais cometer a loucura de ser um sujeito normal.”

#InstaPics

   
    
    
    
    
    
    
    
    
    
    
   

#Instapics #Spock ♥️

   
    
    
    
    
    
    
    
    
    
    
    
    
    
    
    
 

#PapodeAmiga – Giiholiver 

Ai amiga, tanta coisa para te contar… De uns tempos pra cá, não nos falamos tanto.

Eu queria te dizer que gostaria de falar com você como antes, mas acho que isso é algo gradual… Não dá pra fazer isso do nada. Mas continuo tendo o mesmo carinho por ti, como sempre tive.

Ok, novidades, novidades! Bem, eu estou muito ocupada atualmente… Estudando muito pro ENEM 😱 hahah #pesadelo!

O fato de tudo estar acontecendo tão rápido mesmo eu sendo tão nova, é estranho… O Bernardo está trabalhando um monte pra poder bancar uma casa direito quando formos casar (que aliás, o casamento vai ser ano que vem! 😝), mas assim, eu sinto muito a falta dele…

Antes nos víamos 3 vezes por semana, e agora nos vermos só uma dá uma baita falta, sabe? Eu fico feliz quando o dia chega, mas ele parece passar mais rápido HAHAHAH. E meu estado emocional não está pra isso.

Tenho brigado bastante com meu pai… Principalmente porque ele diz que eu não tenho o tal “amor cristão” OMG hein…

Eu também estou bem mais ligada à moda e maquiagem, virou um vício >.<, além de a-m-a-r animes aushah. Mas sobre moda, já viu a nova campanha? Você tem que tirar uma foto que diga o porquê de você ser única e postar no insta. Postei essa:

  
Eu já te mostrei a Alice que desenhei na minha parede?  

 
Ela ainda não está terminada, mas com tanta coisa pra fazer, comofaz?

Bem, amiga, estou com saudades e ansiosa por sua resposta. Como estão as coisas aí? E aquele bofe que tu tava noiva, o que houve? Eu não entendi nada… Mas tu parece estar feliz…

Esperando ansiosamente sua resposta, um abraço,

Suzana Dantas. 

ps: Te amo, Giih 💕💕💕

Para: http://www.giiholiver.com